PAVIO

IMG_6654.jpg

PAVIO.: EP "Execução Sumária",

O hardcore com pegadas de thrash do PAVIO segue preciso no novo EP "Execução Sumária"’, lançado nas principais plataformas de streaming via Electric Funeral Records.

Formada por Marcelo Prol (P.R.O.L. e Força & Honra) na voz, Bruno Matileti (Venore e Casti'el) no baixo,Enderson Fernandes (Costa Real) na bateria e Cezar Rocha(ex-Chapakenti) na guitarra, a banda mescla elementos do metal, hardcore e thrash em músicas com muito peso que falam sobre a realidade em que passa o Brasil e suas mazelas, inclusive o racismo e o feminicídio são temas criticados pela banda. Outras músicas falam sobre a importância de acreditar em si mesmo e alcançar aquilo que mais deseja.

Confira aqui: 

https://onerpm.com/al/8490025464

51054759_240800310178843_169022616535407

O EP "O jogo vai virar" é o segundo da banda e foi gravado, mixado e masterizado no estúdio Broken Bed Records por Raul Days (N.D.R.).
O disco contém 6 faixas e a participação de Adilson Gonçalves (Involuntarium Ddc) na música "Pavio."

A capa é uma arte criada por Marco Donida, guitarrista do Matanza INC. e transmite todo sentimento que a banda tem sobre a atual situação política do País,onde acima de tudo nos resta a esperança de dias melhores em que podemos realmente fazer a diferença e virar esse jogo.

Confira aqui "O jogo vai virar":
https://bit.ly/2OwlLXD

75501033_435605427364996_865875114788179

A banda carioca Pavio. lança seu 3° EP intitulado "Cidadão de bem", trazendo todo peso no som, mensagens diretas e a mistura de hardcore e metal presentes em suas 5 faixas. O EP foi gravado no Mugrabi studios e teve a pré produção e captação feitas pelo produtor da banda João Paulo Mugrabi. As Mixagens e masterizações por Raul Dias (Uns e outros) no estúdio Barracão. A capa é assinada por Guilherme Ripardo e traz uma arte bastante conceitual que resume bem os assuntos tratados nas músicas. O álbum foi lançado pelo selo Electric Funeral Records.

 

Desta vez Pedro Licco destila riffs de guitarra mais afiados e trabalhados harmonicamente. Trouxe timbres mais pesados e uma grande evolução em relação aos dois EP's anteriores. Matilas no baixo com seu tradicionalmente grave particular, traz novos timbres que dão uma característica diferente ao trabalho, tornando realmente mais pesado.

   

O EP marca a estréia do baterista Dan Barbosa no Pavio. e junto uma variedade levadas, viradas e convenções que mostram diversas vertentes do hardcore e do metal. Marcelo Prol traz o vocal rasgado, nervoso e pesado de sempre e tece toda crítica e inconformismo com relação ao atual presidente e seu comportamento fascista, autoritário e ditador.

 

As mensagens são muito diretas e revelam o posicionamento político da banda, inclusive  a intolerância e preconceito racial são temas criticados na faixa "Racista,você não é bem vindo aqui",que conta com a participação especial no vocal de Luciano Paz, um dos maiores produtores de eventos underground do Rio de Janeiro. As letras deste novo trabalho, fala sobre temas políticos e todo cenário que vivemos com relação a pandemia da covid -19 e como o atual governo tratou o assunto."Brinde à vida" diz sobre como somos capazes de resistir diante de tamanha adversidade.

 

"Grades do condomínio" é uma música veloz e fala de como as pessoas teimam em não enxergar além de sua bolha e suas relações sociais. Pessoas que pouco se importam com o que passa a grande maioria da população brasileira diante da miséria e pobreza. Ou seja,sua riqueza e bem estar é o que importa. As faixas "cidadão de bem" e "Fake news" traduzem uma visão do quão obscuros se tornaram os últimos tempos e como o retrocesso nos atinge impiedosamente graças à política imposta no país.

 

A banda Pavio.é: Marcelo Gonçalves (voz),Pedro Xavier (guitarra) Bruno Matileti (baixo) e Daniel Barbosa (bateria).

Capa - PAVIO - Cidadao de bem (1).jpg